07 Fev 2011 - 19 Fev 2011
 
Contacte-nosLinks
Autenticação
Práticas pedagógicas com as Tecnologias da Informação e da Comunicação
A ESTÉTICA DO MASHUP EM ATIVIDADES UBÍQUAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM
C001
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Celso Augusto dos Santos Gomes, Simone de Paula Teodoro Moreira, Wanderson Gomes de Souza

Na atualidade, a prática do copiar, cortar ou colar, no sentido da remixagem e do mashup, tem se mostrado como algo inerente à chamada cibercultura. Visualizando-se a necessidade de se pensar tal ação, suas aplicações e características no contexto educacional, este texto se baseia, sobre tudo, por uma reflexão interdisciplinar. Assim, conjectura-se que a história da arte, o design e estéticas tecnológicas a teoria da complexidade venham a oferecer, contudo, por subsídios para o pensar da práxis educacional no sentido de uma captação eficaz de significados frente à tessitura não linear da realidade, que cada vez mais complexa se mostra a nós. Nesse contexto, aqui se almeja por um pensar dessa prática aplicada por sobre recursos tecnológicos comunicacionais e que se mostrem como ferramentas eficazes para a extensão pervasiva e ubíqua de processos cooperativos de ensino e aprendizagem. Dessa maneira, objetiva-se neste trabalho por uma provocação para novos olhares frente à práxis do processo de ensino e aprendizagem sempre de forma contextualizada com a realidade dos aprendentes.



 
Ver e-Artigo
 
 
 
48 Visualizações
 
AS TIC NO ESTUDO DO MEIO
C002
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Maria do Rosário da Silva Rodrigues, João Grácio

Este artigo analisa a metodologia de ensino e aprendizagem adoptada numa sala de 3º e 4º ano de 1.º Ciclo de Ensino Básico (CEB) e a inclusão das tecnologias nesse contexto. O professor optou por uma metodologia de carácter construtivista, centrada no trabalho dos alunos e na exposição do seu trabalho aos colegas e à crítica do grande grupo. Em todas as fases do trabalho se registou a presença das tecnologias que se constituíram como uma ferramenta de suporte à aprendizagem dos astros mas, cuja utilização, proporcionou também o desenvolvimento de competências de utilização das próprias tecnologias, cujo valor é realçado nas recentes metas de aprendizagem publicadas pelo Ministério da Educação.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
86 Visualizações
 
A LINGUAGEM NA INTERAÇÃO PROFESSOR E ALUNO NA ERA DIGITAL
C003
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Ademar Felipe Fey

Este texto apresenta uma reflexão acerca da interação professor-aluno na sala de aula, em face das mudanças que ocorrem na sociedade atual, onde o aluno ingressante na escola é o chamado nativo digital.



 
Ver e-Artigo
 
 
 
51 Visualizações
 
ESTRATÉGIAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM PARA NATIVOS DIGITAIS
C004
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Ademar Felipe Fey

Este texto apresenta uma reflexão acerca das estratégias de ensino e aprendizagem para o aluno nativo digital, tendo em vista as alterações que a sociedade atual, a sociedade da informação e da rede, está imputando ao ambiente escolar.



 
Ver e-Artigo
 
 
 
53 Visualizações
 
ESTILOS DE APREND.: FERRAMENTA FUNDAMENTAL NA PROD. DE REC. PEDAG. USANDO AS TICS
C005
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Milton José de Barros Sobreiro

Este artigo tratará da importância da observação dos Estilos de Aprendizagem segundo Alonso e Gallego e da Teoria da Comunicação quando da produção de recursos pedagógicos com uso das Tecnologias da Comunicação e Informação disponíveis aos docentes em nossos dias, como facilitadores na construção coletiva do conhecimento por parte de aprendentes. Fará uma breve análise de alguns dos mais usados recursos pedagógicos mediados por computadores, com relação à sua aplicabilidade com eficácia aos estilos tratados.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
36 Visualizações
 
NOVAS TEC. NA SALA DE AULA: USO DO PANDORGAGNU/LINUX COMO AUX. DA APREND. NO ENS.
C006
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: kym kanatto gomes melo, Thaíse Kelly de Lima Costa

Este artigo descreve o uso de novas tecnologias utilizadas em sala de aula no ensino fundamental, tal ferramenta o PANDORGA GNU/Linux. Desde o inicio de abril de 2010, o projeto vêm evoluindo com resultados satisfatórios. O objetivo principal deste artigo é apresentar uma visão geral das melhorias que estão sendo descoberta com a utilização do da ferramenta e como elas podem refletir no aumento de qualidade da educação brasileira e do movimento do software livre.

 

 
Ver e-Artigo
 
 
 
27 Visualizações
 
MORFOLOGIA DA SALA DE AULA COM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO NO ENSINO DE LÍNGUAS
C007
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Paulo Silva, António Manuel Valente de Andrade

A exploração das tecnologias da informação na sala de aula, nomeadamente, no ensino de línguas, perspectiva uma receptividade positiva mas carece de estudo na identificação de dimensões e de factores que lhe facilitem eficiência e eficácia pedagógica. Nesta investigação, procuramos conferir as possibilidades proporcionadas pela utilização da Web 2.0 em contexto educativo e as várias ferramentas à sua disposição, com particular relevo, para os serviços do YouTube, Facebook e Xtranormal. Abordaremos ainda o uso do vídeo no ensino do Francês Língua Estrangeira, demonstrando as suas várias potencialidades. Recorrendo à metodologia de estudo de caso, identificamos meios de recolha de dados para reconhecer a importância relativa, neste contexto, dos factores de sucesso no uso das tecnologias, em sala de aula, no ensino de língua estrangeira.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
12 Visualizações
 
O TELETANDEM E AS PRÁTICAS EDUC. TELECOLABORATIVAS NA APREND. DE LÍNG. ESTRANG.
C009
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Daniela Nogueira de Moraes Garcia

 O teletandem é um novo contexto virtual, autônomo e colaborativo no ensino de línguas estrangeiras que utiliza aplicativos de mensagens instantâneas com recursos de áudio e vídeo e promove parcerias entre alunos brasileiros e alunos estrangeiros para interagir no meio virtual. O presente artigo é um recorte de uma pesquisa de doutorado e visa apresentar esse novo contexto e as potencialidades/ limitações verificadas em práticas educacionais telecolaborativas na aprendizagem de línguas estrangeiras enfocando os processos de negociação presentes nas parcerias de teletandem. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, de cunho etnográfico e diversos instrumentos de coleta de dados. Os participantes da pesquisa foram alunos brasileiros do Curso de Letras que estudam a língua inglesa e alunos americanos que estudam a língua portuguesa. As análises preliminares, feitas sob a perspectiva hermenêutica, revelam que os acordos e negociações entre os pares envolvem (a) construção da autonomia do aprendiz; e (b) transformações no ensino, na aprendizagem de línguas e nos papéis dos professores para este contexto, ainda não muito estudado no Brasil.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
8 Visualizações
 
ESTRATÉGIA E INTEGRAÇÃO DE WEBTECNOLOGIA EM ATIVIDADE DOCENTE
C011
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Azenaide Abreu Soares Vieira

O avanço das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), principalmente do computador e da internet, tem trazido novos olhares à educação, pois as mesmas permitem que o professor produza, publique, transmita e gerencie livremente cursos e disciplinas na internet por meio de Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) e páginas de autoria colaborativa (WIKI), que possibilitam a integração de várias linguagens (imagem, áudio, escrita, etc). A fim de contribuir com os trabalhos até então produzidos sobre integração de tecnologia na educação, neste artigo apresentamos o uso da webtecnologia (computador e internet) em atividades de ensino e aprendizagem e as estratégias de trabalho para fomentar a integração de ferramentas webtecnológicas em práticas pedagógicas. Para tanto, partimos dos seguintes questionamentos: como órgãos de fomento (SED, COTEC, NTE) em tecnologia Educacional têm se organizado para garantir a implementação de webtecnologia na escola e quais webtecnologias professores da educação básica integram em atividades pedagógicas diárias. Serviram de contexto de investigação três escolas da rede pública de ensino do estado de Mato Grosso do Sul, localizadas em diferentes cidades no interior do estado. Utilizamos como critério de escolha do contexto de investigação escolas com as seguintes características: cidades distintas; atendimento às diferentes modalidades de ensino (EJA, Ensino Fundamental e Médio); e, presença de múltiplas estratégias de trabalho de integração de webtecnologia na prática dos professores. Justificamos tais escolhas, tendo em vista nosso interesse em verificar se há diferenças na escolha de ferramentas tecnológicas e na forma como profissionais multiplicadores em Tecnologia Educacional orientam a integração de webtecnologia, traçando as possíveis variantes que caracterizam tais diferenças. O instrumento que serviu de coleta de dados foi o portfólio online de uso da Sala de Tecnologia Educacional (STE) mantido pelo professor multiplicador em Tecnologia Educacional (PMTE) da escola. O arcabouço teórico utilizado foi os pressupostos de tecnologia e educação (Moran, 2008;), políticas de inserção das TIC na escola (Bielschowsky, 2009) e, contribuições da tecnologia na educação (Pocho, 2009; Félix, 1998).

 
Ver e-Artigo
 
 
 
16 Visualizações
 
DIVULGAR, PARTILHAR E DISSEMINAR A INT. DE FERRAM. DIG. NA DISC. DE EVT COM O EVT
C013
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: José Alberto Rodrigues

Com a implementação do Plano Tecnológico da Educação em Portugal e consequente apetrechamento das Escolas com recursos tecnológicos avançados, surge agora a necessidade de criar condições favoráveis para a efectiva integração das ferramentas digitais no currículo, possibilitando aos docentes informação e formação para a plena utilização destes recursos. Decorrente das características singulares da disciplina de Educação Visual e Tecnológica e da investigação que actualmente realizamos, surge o espaço chamado EVTdigital que se constitui como um blogue para divulgação de ferramentas digitais a explorar nesta disciplina e, também, um repositório de manuais para exploração dessas ferramentas digitais baseadas na Web, Web 2.0 e Software livre/gratuito, nesta disciplina do currículo. Seis meses após a criação do EVTdigital, este espaço começa a constituir-se como uma referência para os docentes que pretendem integrar nas suas actividades lectivas as ferramentas digitais que regularmente são divulgadas e publicados manuais de apoio das mesmas. As oficinas de formação e workshops que ao longo deste tempo foram realizadas em várias escolas demonstram a capacidade de aceitação de introdução das ferramentas digitais no currículo da disciplina de EVT, isto acompanhado de indicadores que demonstram o sucesso da exploração destas ferramentas em contexto de sala de aula.

 

 
Ver e-Artigo
 
 
 
10 Visualizações
 
DOS GÊNEROS DO DISCURSO AOS GÊNEROS DIGITAIS: LETRAMENTO E TECNOLOGIA.
C014
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Luciane Teixeira da Silva

A globalização na sociedade contemporânea reflete uma nova fase da expansão do modo de produção do capitalismo. Esse sistema compreende o mundo em sua totalidade e nessa perspectiva seu alcance não implica somente aspectos econômicos, mas envolve todas as esferas da sociedade. São afetadas nações e nacionalidades, grupos e classes sociais, economias e sociedades, culturas e civilizações, reconstruindo as práticas sociais. (Ianni apud Severiano; Estramiana, 2006: p. 57). Nesse itinerário, a escola passou a se preocupar com tais transformações, reconstruindo seus currículos e suas metodologias, ou seja, suas práticas pedagógicas. Na perspectiva de abarcar tais mudanças, o modelo buscado pelas tendências educacionais modernas é adequar o ensino aos avanços tecnológicos que nos são impostos diariamente. Para tal, tanto escola quanto educadores têm como objetivo pensar como implantar as ferramentas tecnológicas de informação e comunicação no ensino escolar de maneira critica e reflexiva para que não atenda somente as exigências econômicas, mas também compreenda todas as áreas do conhecimento de um modo em geral. Nessa direção, ouvimos falar em “gêneros digitais” e “letramento digital”, diferentes tipos de gêneros discursivos que estão atravessando a produção do conhecimento e as práticas pedagógicas referentes às tecnologias de informação e comunicação. Nessa perspectiva, o objetivo deste trabalho é refletir sobre a importância dos “gêneros digitais” e do “letramento digital” na educação. Dessa maneira, analisamos, num primeiro momento os conceitos de gêneros do discurso estudados por Baktin (2000) e gêneros digitais desenvolvidos por Braga e Ricarte (2005). Em seguida fundamentamos os conceitos de letramento e letramento digital a partir da base teórica de Soares (2004), Goulart (2005) e Xavier (2005), para pensarmos sua importância nos processos de aprendizagem frente às inovações tecnológicas na contemporaneidade. Concluímos tecendo nossas considerações finais apontando para a necessidade de a escola repensar sua prática pedagógica, buscando adaptar-se ao desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação, levando os sujeitos envolvidos nesse processo a desenvolver um pensamento critico e reflexivo, ou seja, para além do mercado de trabalho.

 

 
Ver e-Artigo
 
 
 
12 Visualizações
 
EDUCAÇÃO DIGITAL – QUE POTENCIALIDADES PARA O PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM?
C015
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Edgar Lamas, Estela Pinto Ribeiro Lamas

O artigo aqui apresentado resulta da reflexão realizada sobre uma experiência implementada na UniPiaget de Cabo Verde, na qual os autores estiveram implicados e que constituiu o trabalho de investigação da tese de doutoramento de um deles. Esta experiência conduziu a um questionamento da Educação a distância, desembocando num estudo comparativo do desenvolvimento académico em e-learning conectado, desconectado e em cenários tradicionais. A prática foi interpelando a teoria, sempre em diálogo com o desempenho docente, permitindo perspectivar a Educação digital, através das potencialidades que ela oferece aos intervenientes do processo ensino-aprendizagem – professores e alunos, mais do que através da sua complexidade epistemológica. Neste pequeno artigo, retomam-se aspectos pedagógicos evidenciados na reflexão sobre as estratégias desenvolvidas que focalizaram o desempenho da equipa que suporta a dinâmica necessária ao processo, dinâmica essa que chama à cena outros intervenientes para além dos que tradicionalmente eram implicados – professor e aluno.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
21 Visualizações
 
PRODUÇÃO DE VÍDEOS NA FORMAÇÃO DE PROF.: INCENTIVANDO PRÁTICAS TRANSFORMADORAS
C017
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Adriane Lizbehd Halmann, Tânia Torres, Marildes Caldeira de Oliveira

 

São grandes os entraves encontrados na formação de saberes relativos às tecnologias, em cursos de formação continuada de professores, principalmente por um quadro historicamente construído de falta de acesso, o qual tem sido revertido por práticas pedagógicas transformadoras. A construção de conteúdos digitais, principalmente de vídeos, tem possibilitado estratégias formativas, sendo que, neste artigo, visa-se analisar tais potencialidades. Esta análise decorre da realização de oficinas, que se integraram às demandas interdisciplinares do curso. Foram empregadas técnicas simples na elaboração de vídeos com de imagens estáticas, utilizando softwares livres, como o OpenShot. Dentre os principais resultados, pode-se destacar que a produção coletiva de vídeos digitais favorece a discussão conceitual, o trabalho colaborativo, a familiarização com as tecnologias, além de possibilitar transformações na prática pedagógica destes professores em formação.

 
Ver e-Artigo
 
 
 
20 Visualizações
 
APRENDIZADO DE PROGRAMAÇÃO PARA ROBÓTICA EDUCACIONAL UTILIZANDO ETOYS
C020
Categoria: Práticas pedagógicas com as TIC
Ver autores
Autores: Rainer Otto Wilhelm Krüger

O presente artigo apresenta a ferramenta eToys como um ambiente de apoio ao aprendizado de rebótica educacional a ser utilizado por crianças da faixa etária do ensino fundamental de escolas brasileiras. O trabalho apresenta os conceitos sobre robótica educacional e a ferramenta eToys e depois desenvolve uma atividade de criação de um robô demonstrando de forma prática o uso dos recursos apresentados.



 
Ver e-Artigo
 
 
 
23 Visualizações